A Sagração da Primavera

 

¨O tempo parece não ter passado desde a polémica estreia de Nijinsky/Stravinsky.

 

Mas o tempo passou e a obra perdura no nosso imaginário cultural. O fascínio e respeito pela partitura foram determinantes para a minha interpretação, construção dramatúrgica e coreográfica da peça. A fidelidade ao guião de Stravinsky foi, desde o início, o único caminho com o qual me propus confrontar.


No entanto, dois aspectos se distanciaram do conceito original. Visões personalizadas que imprimem à história numa lógica mais possível à minha compreensão, mais aprazível à minha manipulação. Em primeiro lugar concedi ao personagem do Sábio um protagonismo invulgar, sendo ele que inicia a peça. Ainda em silêncio e durante todo o Prelúdio habita o espaço solitário e vazio traçando nos seus gestos um percurso de premunição, antecipação e preparação do terreno para o ritual. A segunda opção, que se distancia drasticamente do conceito original, reside no facto de o personagem da Eleita não ser tratada como uma vítima no sentido dramático da questão. A minha Eleita sente-se uma privilegiada e quer dançar até sucumbir. Em nenhum momento se sente obrigada ou castigada nem o medo a invade. Ela expõe a sua força e energia vitais lutando cegamente contra o cansaço.¨

​A minha Sagração - Olga Roriz

 

FICHA ARTÍSTICA

Direção e coreografia: Olga Roriz

Intérpretes:  Airton Rodrigues, Alessandra Lange, Alexandre Bóia, Ane Adade, André Neri, Carlos Matos, Daniel Siqueira, Deborah Chibiaque, Fábio Valladão, Ian Mickiewicz, Juliane Engelhardt, Juliana rodrigues, Karin Chaves, Leandro Vieira, Luciana Volosky, Mari Paula, Mariel Godoy, Nelson Mello, Raphael Ribeiro, Reinaldo Pereira, Renata Bronze, Simone Bonisch e Soraya Felício

Música: “Le Sacre du Printemps”, Igor Stravinsky

Cenografia: Pedro Santiago Cal

Figurinos: Olga Roriz e Pedro Santiago Cal

Desenho de luz: Clemente Cuba

Assitente e Ensaiadora: Sylvia Rijmer

Realização: Centro Cultural Teatro Guaíra e Secretaria do Estado do Paraná

HISTÓRICO

Esta obra estreou em 2010 com a Companhia Olga Roriz, posteriormente interpretada pela Companhia Nacional de Bailado (Portugal) e Balé Teatro Guaíra em 2012 (Brasil) e representada nas principais capitais do Brasil e nos principais eventos de dança do país como: Festival de Joinville, Bienal Internacional de Dança do Ceará, Festival Internacional de Dança do Recife, Paralelo 16 - Festival de Goiânia, Festival O Boticário na Dança, Bienal Internacional da Dança de Curitiba, entre outros.

  • Facebook Mari Paula
  • @maripaulah
  • Vimeo Mari Paula

 contactomaripaula@gmail.com

 

Copyright © 2017 - Mari Paula - All rights reserved